Webiliza
10 regras para se tornar um empreendedor de sucesso.

10 regras para se tornar um empreendedor de sucesso.

Com certeza vá já ouviu esse velho e bom ditado por aí: Quem não arrisca, não petisca.

Se você é daqueles que só fica planejando demais e não dá o primeiro passo, entenda uma coisa, nunca conseguirá saber se sua ideia de negócio poderia vir a dar certo.

O primeiro passo para empreender é planejar e organizar as ideias. E de nada adianta deixar as ideias no papel. É preciso agir e muito. E colocar as ideias em prática é um dos maiores desafios do empreendedor. O receio de que o planejamento pode não funcionar na prática, faz com que a ideia fique somente na ideia e acabe não saindo do lugar.

Se você já tem uma ideia, analisou sobre o mercado e traçou as suas metas, essa é a hora certa de pôr a mão na massa e fazer o seu negócio rodar.

Veja bem, empreender está diretamente relacionado com o verbo arriscar. E, se você quer mesmo ser um empreendedor de sucesso vai precisar dessa, e de mais algumas características essenciais, que já estão presentes na maioria dos empreendedores de sucesso, são elas:

  • Ambição;
  • Autoconfiança;
  • Sabedoria para trabalhar sob pressão;
  • Proatividade;
  • Resiliência;
  • Atitude.

“Preciso de todas elas para me tornar um grande empreendedor de sucesso? “

Eu creio que, ao longo da sua jornada no empreendedorismo você vai obter a sua resposta. Prefiro que você descubra e entenda sozinho o porque eu estou mencionando essas características para você agora.

Meta SMART 

 

Para que sua ideia tenha mais chances de dar certo ela precisa estar alinhada com esses 5 detalhes importantes.

Funciona assim, a META SMART é uma espécie de checklist  que auxilia para atingir o resultados esperados. Cada sigla tem um significado. Veja abaixo:

S — Specific, ou específica;

M — Measurable, ou mensurável;

A — Attainable ou atingível;

R — Relevant, ou relevante;

T — Time based, ou temporal

Alguns dizem que foi um guru dos negócios, Peter Drucker, o autor dessa sigla, lá pelo meado dos anos 80, porém não há registros precisos disso.

O fato, é que, para você manter o foco em realizar e colocar sua ideia em prática, você precisa da ajuda desse que é um dos acrônimos mais conhecidos e utilizados, quando o assunto é gerenciamento.

Afinal, como se entusiasmar se você nem sabe ao certo o que está buscando?

O conceito de empreendedorismo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para você começar a  empreender, vai precisar de um olhar novo sobre o mundo, e principalmente, sobre a sua evolução.

Metas,  processo administrativo e habilidades únicas. O foco deve estar sempre no aprendizado dos pilares da educação e, para com isso, poder vir a tomar decisões que seus concorrentes, provavelmente, não pensariam em tomar.

Um empreendedor de sucesso tem que estar sempre um passo a frente em relação aos seus concorrentes.

Empreender está na mentalidade, na maneira de agir e de pensar.

Empreender consiste em trabalhar para promover a inovação, por meio da criatividade. Tudo isso, com o objetivo de sanar os problemas da sociedade.

A definição de empreendedorismo

 

Pois bem, é fato que o empreendedorismo parece estar em toda parte, não é mesmo? Mas, o que é exatamente?

Apesar do grande aumente de interesse no tópico e do grande reconhecimento de sua importância para a economia, ainda existe uma falta de consenso sobre como definir especificamente o empreendedorismo.

Entrepreneur‘ é uma derivação em inglês da palavra francesa ‘entreprendre‘ (a realizar), deixando ampla margem para interpretação e aplicação.

Essa ambiguidade se reflete nas concepções modernas de empreendedorismo. Alguns o definem estaticamente , como pequenos empresários ou trabalhadores independentes, enquanto outros o restringem a empresas que empregam pessoas.

Outros ainda seguem uma visão mais dinâmica, ou a criação de algo novo ou aprimorado para aproveitar uma oportunidade comercial – especialmente inovações de produto ou processo que são diferentes e os negócios orientados para o crescimento que são organizados em torno deles.

Da mesma forma, o estudo do empreendedorismo atinge uma ampla variedade de assuntos:

Economia (incentivos, mercados)

Gestão (oportunidade, processo)

Sociologia (influência, normas)

Psicologia (motivação, preconceitos)

Antropologia (história, cultura)

Geografia (co-localização, regionalismo)

Direito (contratos, estrutura da empresa)

Esse período de disciplinas revela que o estudo do empreendedorismo abrange processos e estados de ser, empresas e indivíduos, organização interna e ambiente externo, motivações de mercado e comportamento extra-racional e dimensões temporais ou do ciclo de vida.

Em outras palavras, o empreendedorismo pode ser considerado como um fenômeno bem complexo.

Nossa definição preferida de empreendedorismo é:

  • Empreendedorismo é o processo pelo qual indivíduos ou um grupo de indivíduos (empreendedores) exploram uma oportunidade comercial, trazendo um novo produto ou processo ao mercado ou melhorando consideravelmente, um bem, serviço ou método de produção já existente. Esse processo geralmente é organizado por meio de uma nova organização (uma empresa iniciante), mas,  que também pode ocorrer em uma pequena empresa já estabelecida que passa por uma mudança significativa no seu  produto ou na sua estratégia.

Pode se dizer, então, que o empreendedorismo é uma característica que algumas pessoas já possuem. No entanto, se você não as tem, não se preocupe, apenas mantenha em mente que é possível desenvolver essas habilidades.

O empreendedorismo pode não estar relacionado diretamente a negócios. Pessoas podem demonstrar um pensamento empreendedor em casa, na escola ou na vida pessoal.

O empreendedorismo trata, afinal, de criatividade, solução de problemas e visão estratégica.

Empreendedorismo x Empreendedor

 

O que separa  possuir o empreendedorismo de ser, efetivamente, um empreendedor não é nada mais do que a ação.

Você pode até possuir todas as características: Mas, se não escolher agir, colocar suas ideias em práticabatalhar por elas, será impossível conquistar algo.

Por isso, é preciso saber que desenvolver o empreendedorismo se trata apenas do primeiro passo para o sucesso.

 Sucesso esse que exigirá  muito trabalho e persistência, porque, infelizmente, ainda não existe uma fada de empresa iniciante que magicamente concede sucesso a pequenas empresas, e acredito que nem existirá.

Os empreendedores mais bem-sucedidos seguem alguns padrões e compartilham características básicas semelhantes . 

Centenas de artigos on-line e livros publicados afirmam conhecer o segredo do sucesso nos negócios, mas na maioria das vezes, eles se resumem aos mesmos pontos principais. Paixão, perseverança e atitude positiva tendem a diferenciar empreendedores de sucesso. 

 E 10 regras delas, nós listamos para você aqui abaixo, e que com certeza vão te dar um belo direcionamento nessa jornada:

1.Ame o que você faz.

O sentimento de paixão aflorado é a chave para você manter uma boa estratégia de negócios em movimento.  A falta de entusiasmo em um empreendimento pode e vai acabar com o seu desejo de ter sucesso. Ter e manter perseverança é a única coisa que garante a mudança de algo á longo prazo, seja uma pessoa, um emprego ou uma empresa inteira. Grandes empreendedores de sucesso falharam na maioria de seus esforços, mas nunca desistiram. 

2.Dê pequenos passos.

Pular para o “all in” raramente é uma escolha bem sucedida. Há histórias de sucesso sobre pessoas que investiram tudo de uma vez e saíram vencedores após seis meses ou alguns anos, mas esses são casos bem raros. O gerenciamento dos riscos é um fator essencial em qualquer startup, e o equilíbrio é vital. Você pode absorver as perdas mais facilmente se correr riscos menores no início. Esqueça por hora os grandes objetivos. Dê pequenos passos para pequenas vitórias diárias.

3.Aprenda com os outros.

Os grandes empreendedores de sucesso geralmente trabalharam para outras pessoas antes de começar por conta própria. Passar alguns anos sob os olhos de um excelente mentor lhe dará uma boa impulsionada. Aprenda com os erros de seus mentores e descubra como melhorar o modelo deles. Encontre alguém disposto a ensinar e pense sempre em iniciar o seu próprio negócio em outro lugar quando sair.

4.Aprenda como se autopromover.

Confiança e um bom discurso de elevador podem levar qualquer passo para o próximo nível. O primeiro marketing que qualquer empresa experimenta vem de seu fundador. Gaste tempo aprendendo a compartilhar sua visão sem parecer “vendedor”. Não tenha medo de pedir a venda, mas lembre-se: o cliente é sempre o foco.

5.Constantemente agir.

Os empreendedores são movedores e agitadores. Confiam nos seus instintos. Fazem uma breve avaliação de cada passo e sempre seguem em frente. Eles não podem se dar ao luxo de analisar todos os detalhes ou nunca chegarão a lugar algum. Não há lugar para procrastinação quando se está em processo de inicialização. É  trabalho 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem férias ou doença, que exige um impulso constante para a frente.

6.Faça um plano.

Leia sobre empresas de sucesso. Aproveite a riqueza de conhecimentos fornecidos por empreendedores de sucesso, que já rilharam o caminho que você quer trilhar. Como Flavio Augusto, Jorge Paulo Lemann entre outros. Um bom plano de negócios bem-sucedido não precisa ser exatamente como um livro de 500 páginas. Um bom plano de 10 páginas que seja digerível e longo o suficiente para incluir tudo o que você precisa para começar é o ideal.

7.Construa uma reputação.

A manutenção de um blog em um site bem hospedado ou o voluntariado de seu tempo e habilidades pelas redes sociais e meios de comunicação sendo veiculados faz você construir experiência e confiança.

8.Nunca é tarde para começar.

Muitos empreendedores de sucesso começaram mais tarde na vida. JK Rowling (autor de Harry Potter), Harland David Sanders, (KFC) e Sam Walton (Wal-Mart) começaram todas as suas marcas de grande sucesso depois de estarem confortavelmente ao longo de suas vidas. Ter a experiência que acompanha a idade pode fornecer uma visão única do seu negócio. As experiências de vida trazem profundidade que um jovem adulto mais instruído é menos capaz de prever.

9.Crie seu “time”.

Encontrar os conjuntos de habilidades e atitudes que apoiam a cultura da marca que você deseja promover promoverá a inovação e melhorará sua reputação. Inclua pessoas de fora da empresa para as pessoas nas quais você confia. Isso iniciará uma reação em cadeia do marketing gratuito que pode gerar confiança e receita.

10.Esteja atento à sua atitude.

A atitude do fundador dará o tom ao negócio. Negatividade, preguiça desperdiçam tempo e dinheiro enquanto mancham sua reputação. O sucesso depende em grande parte de cometer erros e aceitar a culpa no tranco. Possuir e enfrentar desafios de frente é o que faz de um mero empresário um grande líder.

Lembre se disso:

Iniciar um negócio pode causar estragos na vida pessoal. Embora todas as dicas acima sejam necessárias para o sucesso, cuidar de si mesmo mental e fisicamente também é essencial. Exercício, sono e dieta desempenham um papel central para garantir a implementação dessas políticas com sucesso. Todos eles conduzem atitude, motivação e relacionamento.

Os CEOs bem-sucedidos tendem a seguir um cronograma diário estruturado de acordar cedo, se exercitar, ter lanches à disposição para abastecer e socializar muitas noites da semana.

Encontrar um equilíbrio pode demorar um pouco, mas trabalhar nessa lista como uma meta para iniciar sua empresa fará toda a diferença.

 

Luan Martins